quinta-feira, 12 de março de 2015

Eu, pessoa

Estava aqui a gozar uma folga e resolvi criar um blog.
Criar um blog é chato!
A Google enche-nos de perguntas. Pensei que só me deixaria avançar depois de lhe dar as medidas (86,60,86 no braço esquerdo) mas, lá me poupou o embaraço e cá estou.
Queria começar por vos dizer quem sou, pensei, pensei muito e com força no que vos diria acerca de mim e só me ocorreu que sou uma pessoa. Antes de tudo uma pessoa.
Parece preguiça, no entanto assumir-me pessoa apesar de ter poucas palavras diz muito.
Nisto, lembrei-me de citar Edward Gorey cujo trabalho me encanta e que foi, em vida, um personagem curioso  'I am a person before I am anithing else. I never say I am a writer. I never say I am an artist... I am a person who does those things.'

Daí, como isto na vida anda tudo ligado e ter um blog passa por partilhar coisas, lembrei-me de partilhar convosco uns postais ilustrados pelo Edward Gorey de que me lembrei porque isto de estar de folga implica muita 'trash tv' com senhores de gravata a querer vender suplementos alimentares e cogumelos do tempo.
Coisas milagrosas, certamente que resultam. De qualquer forma, pelo sim ou pelo não, quem comprar leva de brinde uma bíblia.

Numa série de postais editada em 1996, Edward Gorey imaginou algumas situações em que se publicitava um elixir imaginário que ele havia criado em 1989, no livro The Universal Solvent. (para saber mais clique aqui) 










4 comentários:

  1. Respostas
    1. eu sei, percebi quando passeava pelo seu blog :)

      Eliminar
  2. Um texto muito inteligente, escrito por uma pessoa, é isso.
    Gostei da sátira dos postais.

    Dias felizes!

    ResponderEliminar
  3. E há algo mais importante do que ser uma pessoa?

    Boa noite, Pó, e bem vinda ao mudo dos blogs! :)

    ResponderEliminar